Livro: “Exílio e exclusão política no mundo antigo: De roma ao reino godo de tolosa (SÉCULOS II A.C. – VI D. C.)”

O estudo sobre o exílio na Antiguidade revela um tema que merece atenção da parte dos especialistas em Ciências Humanas e em particular dos historiadores, na medida em que a sua abordagem encontra-se integrada a um objeto maior de pesquisa que envolve as mobilidades humanas, involuntárias e voluntárias. O livro Exílio e exclusão política no mundo antigo: De Roma ao reino godo de Tolosa (séculos II a. C. – VI d. C.) tem como objetivo analisar o conceito de exílio aplicado na documentação romana das épocas helenística e tardia, envolvendo também a primeira monarquia romano-bárbara estabelecida nos territórios romanos ocidentais, o reino godo de Tolosa (séculos V e VI). Distinto da ideia de fuga, o exílio era uma penalidade legalmente reconhecida, escolhemos como foco de estudo os casos específicos de exílios motivados por causas políticas consideradas como crimes contra as autoridades imperial e régia. Assim, o exílio aparece como autêntico mecanismo de castigo e de exclusão política aplicado aos acusados de cometerem algum ato danoso ao detentor do poder político fosse o imperador, fosse o rei.

Clique aqui para acessar o site da editora.